JB Xavier

Uma viagem ao mundo mágico das artes!  A journey into the magical world of  the arts!

Textos


UM GRITO SILENCIOSO
JB Xavier
 
Sou a veia da mãe-terra. Sou a vida,
Sou a seiva que alimenta a humanidade
A lembrança benfazeja , que banida,
Corta a selva e já não deixa mais saudade.
 
Sou somente uma esperança, já esquecida
Eu, que ao homem dei a mais linda amizade,
Moribundo, hoje sou só esta ferida
Resultante da mais pura crueldade.
 
Não importa quantos nomes eu possua,
Se Xingú ou Amazonas ou Madeira,
Velho Chico ou Araguaia, ou Rio do Norte...
 
Sou aquele que resguarda a vida tua
Tu não vez que tua vida é passageira?
Minha morte, ó insensato, é tua morte!
 

 
JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 08/07/2018
Alterado em 08/07/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras