JB Xavier

Uma viagem ao mundo mágico das artes!  A journey into the magical world of  the arts!

Textos


VOCÊ É SEU ÚNICO VERDADEIRO AMIGO!
 JB Xavier

Não importa quantos amigos você tenha. A imensa maioria deles são apenas colegas. E dos poucos amigos que restam, muitos deles não terão fôlego para ir com você até o final, quando este final for um problema verdadeiramente grande que você tenha.

É muito fácil confundir amigos com colegas.  Que fique claro: colegas são os amigos com os quais você não pode contar. São aquelas pessoas cujo relacionamento com você é superficial, não importa o quanto pareça profundo, nem o quão dedicado o colega é. Um exemplo que distingue bem um do outro: Se você lançar um livro, seus colegas lhe desejarão sucesso. Seus amigos comprarão seu livro. Se você postar coisas boas nas redes sociais, seus colegas lhe darão os parabéns. Seus amigos compartilharão seus post.  

Geralmente você só saberá quem é colega e quem é amigo, da maneira mais dolorosa, que é quando o colega lhe deixa na mão numa hora em que você contava com ele.

Já os amigos costumam ir conosco mais longe, e geralmente nos apóiam em nossas quedas. Mas, mesmo estes tem um limite, além do qual, também eles se afastam, de maneira que o título deste artigo parece ser um fato inquestionável.

Ingratidão? Não, apenas as pessoas tem suas próprias vidas e os próprios problemas para resolver. Não lhes peça para ficarem ao seu lado. Quem realmente permanecer com você, não precisa desse pedido. Ela estará ao seu lado se achar que você merece e se achar que você está se ajudando também. Ninguém permanece ao lado de quem abandona a si próprio.

Numa palavra: Colegas são envolvimentos. Amigos são comprometimentos!

Sendo assim, é bom que você seja um amigo sincero de si mesmo, e que nunca, absolutamente nunca, seja apenas colega de si próprio. Isto seria um perigo, porque talvez chegue um momento em sua vida em que, olhando para os lados, você só encontre você mesmo para lhe socorrer. Neste momento, somente uma coisa salvará você: O comprometimento que você tem para consigo mesmo e para com seus princípios.

Se esse comprometimento não existir, ou se for fraco – o que é a mesma coisa – você acabará por perder suas próprias referências e passará a ter piedade de si mesmo. Isto é o início do fim!

É preciso manter acesa a chama da esperança, mesmo que tudo à frente seja escuridão, porque é esta chama, por tênue que seja, que iluminará alguma possível saída do labirinto.

É muito comum que pessoas se acostumem a receber palavras de incentivo dos pais, “amigos” e outros que lhe queiram bem. Entretanto, chega um momento em que você estará sozinho. É a hora da verdade. Este é o momento em que você será testado e forçado a buscar força no único amigo que realmente você tem: Você mesmo!

Dependendo da maneira como você foi treinado para a vida, este seu verdadeiro amigo lhe dirá que não existe problemas complexos, o que existe é a reunião de pequenos problemas, e que cada um, a seu tempo, acendeu um sinal amarelo em sua vida, que você, por algum motivo, ignorou. 

Talvez lhe diga também que não há situações desesperadas; há, sim, pessoas que se desesperam diante de algumas situações. E se você cultivou verdadeiramente esse seu amigo mais íntimo, ele certamente lhe dirá que a felicidade sempre esteve perto de você. Você é que perdeu a capacidade de enxergá-la, e lhe explicará que isto aconteceu porque você, provavelmente, optou pelo Ter, e não pelo Ser.


Seu melhor amigo lhe dirá que assim como os grandes problemas são o resultado da reunião de problemas pequenos, assim também as grandes vitórias são o resultado dos pequenos sucessos.

Dirá também que cada pequeno sucesso deve ser festejado, porque são essas pequenas festas que lhe fornecerão o otimismo para seguir em frente, em direção à grande vitória.

Então muito cuidado com os amigos e colegas. Por mais dedicados a você que eles sejam, não substitua seu melhor amigo por eles. Com o seu melhor amigo – você mesmo – você sempre poderá contar!

 
* * *

YOU ARE YOUR ONLY TRUE FRIEND!
 JB Xavier

It doesn't matter how many friends you have. The vast majority of them are just colleagues. And of the few friends left, many of them will not have the breath to go with you until the end, when this end is a really big problem that you have.

It is very easy to confuse friends with colleagues. Make it clear: colleagues are the friends you can't count on. These are people whose relationship with you is superficial, no matter how deep it seems, or how dedicated the colleague is.

Usually you will only know who is a colleague and who is a friend, in the most painful way, which is when the colleague lets you down at a time when you were counting on him.

Friends, on the other hand, tend to go further with us, and generally support us in our falls. But even these have a limit, beyond which, they also move away, so that the title of this article seems to be an unquestionable fact.

Ingratitude? No, only people have their own lives and problems to solve. Do not ask them to stand beside you. Whoever really to stay with you, doesn't need that request. She will be at your side if she think you deserve it and if she think you are helping yourself too. Nobody stands beside those who abandon themselves.

In a word: Colleagues are envolviment. Friends are commitments!

Therefore, it is good that you are a sincere friend of yourself, and that you are never, absolutely never, be just a colleague of yourself. This would be a danger, because perhaps there will come a time in your life when, looking sideways, you will only find yourself to help you. At this moment now, only one thing will save you: The commitment you have to yourself and your principles.

If that commitment does not exist, or if it is weak - which is the same thing - you will end up losing your own references and will begin to have pity on yourself. This is the beginning of the end!

It is necessary to keep the flame of hope alight, even if everything ahead is darkness, because it is this flame, however slight it may be, that will illuminate any possible exit from the labyrinth.

It is very common for people to get used to receiving words of encouragement from parents, "friends" and others who like them well. However, there comes a time when you will be alone. It is the moment of truth. This is the moment when you will be tested and forced to seek strength in the only friend you really have: yourself!

Depending on the way you have been trained for life, this true friend of yours will tell you that there are no complex problems, what exists is the gathering of small problems, and that each one, in time, has lit a yellow light in your life that you, for some reason, ignored.

It is also  truth that there are no desperate situations; yes, there are people who despair in the face of some situations. And if you truly cultivated your closest friend, he will surely tell you that happiness has always been close to you. You are the one who has lost the ability to see it, and you will explain that this happened because you probably chose to have, not to be.

Your best friend will tell you that just as big problems are the result of meeting of small problems, so big wins are the result of small successes.

He will also say that every small success should be celebrated, because it is these small joys that will provide you with the optimism to move forward, towards the great victory.

So be very careful with friends and colleagues. As dedicated to you as they are, don't replace your best friend with them. With your best friend - yourself - you can always count!
JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 08/02/2021
Alterado em 22/03/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras